O Festim dos Corvos - Capítulo 36

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Cersei VIII
Capítulo de O Festim dos Corvos
O Festim dos Corvos.jpg
PDVCersei Lannister
LocalFortaleza Vermelha
Página454 PT-BR Leya (Outras versões)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Cersei VII
Samwell IV ← Cersei VIII → Brienne VII

Cersei IX

Sinopse

O Doce Cersei volta de Pedra do Dragão e Aurane Waters noticia que a fortaleza caiu. Uma boa notícia, já que os homens de ferro invadiram a Árvore e marcham para Vilavelha, e os Redwyne precisam voltar para Campina para detê-los. Aurane conta que Sor Loras Tyrell foi gravemente ferido durante o assalto, e estava morrendo depois de ter sido atacado com óleo fervente; Ele também detém Loras responsável por transformar a batalha em um massacre, como milhares de soldados da coroa morrendo em batalha tentando tomar Pedra do Dragão , muitos deles cavaleiros ou senhores de alta conta.

Eufórica, Cersei quer dar a notícia pessoalmente a Margaery Tyrell. A jovem rainha fica arrasada com a descrição de Cersei do destino de seu irmão, e expulsa Cersei de seus aposentos. De volta ao seu solar, quatro homens diferentes trazem à Cersei notícias sobre anões. Um deles lhe entrega uma cabeça. No entanto, nenhum deles tem notícias reais sobre Tyrion Lannister, e Cersei os expulsa em frustração. Mais tarde, no conselho, Cersei tem que lidar com vários assuntos "sem importância", e depois Septão Raynard chega. Furiosa que o próprio Alto Septão não veio falar com ela, ela zomba da notícia de que Fé está tentando abolir os bordéis na cidade.

Pycelle então conta que Lorde Gyles Rosby, o mestre da moeda, não viverá por muito mais tempo, mas Cersei exige que o Grande Meistre faça o seu melhor para manter o homem vivo. No jantar com o filho, Tommen menciona que Margaery o aconselhou a fazer parte do conselho, e Cersei responde o quanto ela gostaria de ver a língua da jovem rainha arrancada. Tommen grita com sua mãe, mas ela comanda que Sor Boros Blount castigue Pate, um garoto que apanha por Tommen quando ele desobedece a mãe.

Durante a noite, Cersei sonha com sua visita aos bosques bruxa quando tinha 10 anos. Ela recorda vividamente quando Maggy a Rã pediu para Cersei deixá-la em paz, mas Cersei e Melara se recusaram a sair. Maggy então ordenou que elas mostrem seus polegares, e provaou seu sangue. Maggy então profetiza que Cersei se casaria com o rei - não o príncipe, como se pensava Cersei -, mas que seu marido seria pai de 16 crianças e Cersei apenas três, e que ela iria reinar como única rainha: "Até chegar outra, mais jovem e mais bonita, para derrubá-la e roubar tudo aquilo que lhe é querido... douradas serão as suas coroas e douradas suas mortalhas. e quando você se afogar em suas lágrimas, o valonqar enrolará suas mãos sobre sua garganta branca e pálida e a estrangulará até roubar a sua vida." Maggy também adverte que Melara iria morrer muito em breve, o que é verdade já que Cersei se lembra que a amiga se afogou em um poço pouco tempo depois.

Cersei então acorda do pesadelo ao lado de Taena de Myr e manda chamar Pycelle para tomar uma poção que permite sono sem sonhos. Ela pergunta a ele se ver o futuro é possível, mas o velho meistre diz: "Se os nossos amanhãs deveriam preditos? Não. Algumas portas é melhor manter fechadas."

Na manhã seguinte ela conversa com Qyburn, perguntando se Falyse ainda era útil para tirar Bronn das Terras da Coroa. Mas homem diz a ela que talvez seja tarde demais para isso. Em seguida, ela pergunta a ele o mesmo que perguntou a Pycelle. Cersei conta a Qyburn que Maggy veio do extremo oriente, e havia se casado com um rico comerciante. Seu filho virou um senhor rico graças a ajuda do avô de Cersei. Qyburn diz a ela que o nome Maggy era provavelmente uma má pronúncia de "maegi", e que magia de sangue é algo muito poderoso. O meistre então sugere que ela sabe muito bem como evitar a profecia. Confiante com esta sugestão, Cersei planeja uma maneira infalível de se livrar de Margaery.

No dia seguinte ela pergunta de Sor Osmund Kettleblack, se seu irmão Osney poderia derrotar Sor Boros em um combate. Ele responde que sequer seria uma luta de verdade, e se pergunta se Boros teria cometido traição. Cersei não responde, mas pensa consigo mesma que "Osney sim, cometeu".

Notas e Referências

Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está em Cersei VIII - A Feast for Crows.