O Festim dos Corvos - Capítulo 6

De Gelo e Fogo wiki
Ir para: navegação, pesquisa


Arya I
Capítulo de O Festim dos Corvos
O Festim dos Corvos.jpg
PDVArya Stark
LocalBraavos
Página81 PT-BR Leya (Outras versões)
Cronologia dos capítulos (Todos)
Samwell I ← Arya I → Cersei II

Arya II

Sinopse

Arya Stark, por AnneHathawayArt.©

A caminho de Braavos, Arya Stark se lembra que pediu ao comandante para levá-la para a Muralha. Ele se recusou, mas ela aceitou seguir para as Cidades Livres, já que Syrio Forel e Jaqen H'ghar vieram de lá. No navio, muitos dos homens pareciam ter medo dela, e ficavam pedindo para ela aprender e lembrar de seus nomes.

Denyo, filho do capitão, contou para Arya a história de Braavos. Ele conta que a cidade honra todos os deuses, e que tem templos para todos eles lá. Inclusive os Sete, de quem ele diz que Arya é devota. Sozinha ela pensa que aqueles eram os deuses da mãe Catelyn e não os dela. E que os Sete permitiram que a mãe fosse assassinada. Ela questiona se em Braavos encontrará um represeiro, mas fica com medo de perguntar a Denyo, afinal de contas o que uma garota de Salinas saberia sobre os velhos deuses? Ela pensa: Os velhos deuses estão mortos, assim como a mãe, o pai, Robb, Bran e Rickon. Ela lembra-se do que Ned lhe disse uma vez: "Quando os ventos frios sopram, o lobo solitário morre e a alcateia sobrevive".

Ele entendeu tudo ao contrário. Arya, a loba solitária, sobreviveu, mas os lobos da alcateia tinham sido capturados, mortos e esfolados

Denyo também conta que a cidade foi fundada pelos Cantores da Lua, que trouxeram as pessoas para aquele terra quando fugiam dos dragões de Valíria.

Eles então chegam ao porto da cidade, onde Arya conhece o Titã de Bravos, uma gigantesca estátua, que guarda a entrada da cidade. Ele é gigantesco, esculpido em pedra e possui seteiras em seus braços para atacar qualquer um que tente entrar sem permissão. Quando eles chegam perto, o Titã solta um rugido assustador. Arya se lembra da Velha Ama dizer que os bravosianos alimentavam o Titã com carne rosa de garotinhas bem nascidas.

O Titã de Braavos como retratado no livro Lands of Ice and Fire. ©

Arya então é deixada em frente a Casa do Preto e Branco. Ela entra no templo do Deus de Muitas Faces. O lugar é bastante escuro, decorado com um monte de estátuas esquisitas. Arya percebe que algumas pessoas dormem em alcovas, e que eles parecem estar mortos ou morrendo. Então, um homem com uma voz gentil vestido em uma túnica aparece, e diz que aquele é um lugar de paz. Ela pergunta seu nome e Arya conta que se chama Salgada e que veio de Salinas. Ele pergunta de novo, e ela responde Pombinha. Ele pergunta de novo e ela responde Arry. Mais uma vez e ela responde ser Arya da Casa Stark. Ele concorda e diz que aquele não é um lugar para Arya da Casa Stark. Ela diz que não tem para onde ir e ele pergunta se ela tem medo da morte. Arya responde que não, e ele remove sua túnica, revelando ser uma caveira, com a pele em decomposição e um verme saindo de seu olho. O homem pede para Arya beijá-lo. Ela pensa com desdém se aquilo foi feito para assustá-la, e o beija onde deveria ser seu olho, tirando o verme da cavidade. Arya pensa em comê-lo mas desiste. A caveira então some e um senhor com um rosto extremamente agradável é revelado no lugar.

Ele diz que ninguém nunca tentou comer seu verme, e pergunta se ela tem fome. Arya pensa que tem, mas não de comida.

Notas e Referências

Nota: Esta página utiliza conteúdo da A Wiki Of Ice And Fire. O conteúdo original está aqui em Aryal I - A Feast for Crows.